imagem em branco

imagem em branco
imagem em branco
Destaque
imagem em branco
imagem em branco

Descarregue a nossa aplicação aqui

ou

Brevemente disponível na App Store.

imagem em branco
ILHA DO CORVO
ILHA DAS FLORES
ILHA DO FAIAL
ILHA DO PICO
ILHA DE SÃO JORGE
ILHA GRACIOSA
ILHA TERCEIRA
ILHA SÂO MIGUEL
ILHA SANTA MARIA
ILHA DO CORVO ILHA DAS FLORES ILHA DO FAIAL ILHA DO PICO ILHA DE SÃO JORGE ILHA GRACIOSA ILHA TERCEIRA ILHA SÂO MIGUEL ILHA SANTA MARIA
imagem em branco
Angra do Heroísmo, 3 de maio de 2016
Aplicação para smartphones e tablets disponibiliza um roteiro do artesanato dos Açores

 

O Vice-Presidente do Governo afirmou hoje, em Angra do Heroísmo, que os Açores têm vindo, ao longo dos últimos anos, a “vencer o desafio" de transformar o artesanato num "produto cada vez mais qualificado e inovador”.

 
Sérgio Ávila, que falava durante a visita a uma unidade produtiva artesanal, durante a qual foi apresentada a aplicação multimédia bilingue 'Percursos do Artesanato dos Açores', para smartphones e tablets, salientou que esta nova plataforma de comunicação é “o passo que faltava”.
 
A nova aplicação, segundo o Vice-Presidente, permite “o acesso às mais de 100 unidades produtivas artesanais dos Açores, conhecê-las, ter a sua georreferenciação, os produtos que vendem e o seu horário de funcionamento, de forma a que cada turista ou cada pessoa que queira adquirir um produto certificado" do artesanato regional possa ter acesso a toda a informação.
 
Sérgio Ávila manifestou a convicção de que esta aplicação resulte “no aumento das vendas diretas" a quem visita os Açores, mas que também possibilite "aquisições não presenciais”, em resultado da colocação “daquilo que temos de mais tradicional, que é o artesanato, nas mais modernas plataformas de comunicação, de conhecimento e de venda”.
 
“O potencial de vendas tem vindo a crescer, de forma significativa, com o crescimento do turismo”, considerou Sérgio Ávila, para quem a evolução verificada nos últimos meses na ilha Terceira e as perspetivas de reforço para os próximos meses devem ter “um reflexo muito positivo no âmbito do artesanato”.
 
Para o Vice-Presidente do Governo, “faltava fazer essa ligação de conhecimento, que agora é feita com o sentido de modernidade e aproveitando as mais recentes formas de comunicação e informação”.
 
 
GaCS/CT
 

 

Newsletter de maio  

 

Ponta Delgada, 22 de abril de 2016
Mostra de Artesanato das Festas do Santo Cristo dos Milagres com meia centena de artesãos  

O Governo dos Açores, através da Vice-Presidência, promove, à semelhança de anos anteriores, a realização de uma mostra de artesanato regional enquadrada na Feira Lar, Campo e Mar, que vai decorrer entre 29 de abril e 5 de maio na Alameda do Mar, em Ponta Delgada.

A iniciativa, denominada “M. ART. do Santo Cristo dos Milagres”, é organizada pelo Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA) e conta com a presença de 46 unidades produtivas artesanais das ilhas de São Miguel, Pico, Faial, São Jorge e Terceira.

Esta mostra terá em exposição produções artesanais de várias áreas, designadamente fibras vegetais, bordados, rendas, têxteis, ‘patchwork’, osso de baleia, escamas de peixe, bijuteria, trabalhos em estanho, ferro, pele e madeira, arte bonecreira e ervas aromáticas.

Ao abrigo do protocolo de colaboração assinado entre as duas Regiões Autónomas portuguesas na área do artesanato, estarão presentes, pela primeira vez, quatro artesãos da Madeira, que apresentarão trabalhos nas áreas da cerâmica, vimes, acessórios de vestuário e madeira.

O certame estará aberto ao público das 18h00 às 00h00 nos dias 29 de abril, 3, 4 e 5 de maio, das 16h00 às 00h00 nos dias 30 de abril e 2 de maio, e das 14h00 às 00h00 no dia 1 de maio, dia da Procissão do Senhor Santo Cristo dos Milagres.


GaCS/VPECE

 

Newsletter de abril

 

Ponta Delgada, 1 de Abril de 2016
Artesanato dos Açores regista crescente adesão de novos artesãos

 

A Diretora do Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA) afirmou que as comemorações dos 'Dias Europeus do Artesanato' nos Açores, que hoje tiveram início em Ponta Delgada e na Praia da Vitória, “consolidam a crescente adesão de novos artesãos e a importância económica do setor”.

Sofia Medeiros sublinhou o empenho do CRAA na “promoção de intercâmbios entre unidades artesanais e entre artesãos da Região”, bem como no apoio à presença, “cada vez mais significativa, em quantidade e qualidade, do artesanato açoriano em feiras realizadas no exterior”. Para a Diretora do CRAA, é muito animadora “a recetividade que se tem observado, por exemplo, no continente, gerando um aumento de vendas que torna a atividade mais compensadora do ponto de vista económico e, assim, atrativa para quem a ela queira aderir”.

O Governo dos Açores, através da Vice-Presidência, está a assinalar os 'Dias Europeus do Artesanato' com um conjunto de atividades que incluem visitas guiadas, workshops para crianças e a realização de mercados urbanos de artesanato nas cidades de Ponta Delgada e da Praia da Vitória.

Estas atividades, organizadas pelo Centro Regional de Apoio ao Artesanato, tiveram início hoje de manhã, na Oficina Museu das Capelas, em São Miguel, com uma oficina de pintura de bonecos tradicionais em cerâmica para as crianças dos ATL.

No sábado, 2 de abril, realiza-se um passeio de autocarro à zona norte da ilha, com visitas guiadas a três unidades produtivas artesanais, designadamente a Oficina Museu de Capelas, a Fábrica de Chá Gorreana, na Maia, e a oficina de tecelagem 'O Linho', da artesã Lurdes Lindo, na Lombinha da Maia.  Com esta visita, o CRAA pretende mostrar a realidade artesanal da ilha de S. Miguel e dar a conhecer produtos, técnicas e espaços de criação das unidades produtivas artesanais locais. 

Ainda no âmbito das comemorações dos 'Dias Europeus do Artesanato', o CRAA promove, até 4 de abril, a realização de mercados urbanos de artesanato (MUA) em Ponta Delgada e na Praia da Vitória, iniciativas que contam com a participação de 16 artesãos dos Açores e dois convidados vindos do continente.

Em Ponta Delgada, estão presentes os artesãos Catarina Castello, Inês Ribeiro, Odília Mancebo, Teresa Baganha, Randal Gladwin e o Centro Cultural da Atalhada, de São Miguel, José Francisco Pereira, do Faial, e as Publicações Serrote, de Lisboa.  Na Praia da Vitória, a iniciativa conta com a presença dos artesãos Isabel Rosário, Manuela Sousa, Maria Aurélia Rocha, Samuel Castro, Francisco Rocha, Cookies&Friends e Lúcia Freitas, da Terceira, Bruna Silva, de Santa Maria, e a empresa Só Sabão, de Viseu.

Para os quatro dias de MUA estão agendados quatro workshops, designadamente de estanho, macramé, tipografia e cerâmica, em Ponta Delgada, e tricô, pintura de azulejo, sabão artesanal e trabalhos em pele, na Praia da Vitória.

Os 'Dias Europeus do Artesanato' visam a promoção e o desenvolvimento do artesanato na Europa, através do encontro entre artesãos fora do ambiente de trabalho, exposições, visitas aos centros de formação, ateliers e workshops e passeios temáticos.  Trata-se de uma atividade coordenada pelo Institut National des Métiers d’Art, de França, à qual estão associados 18 países.  Em Portugal, os 'Dias Europeus do Artesanato' são assinalados nos Açores, em Lisboa e em Coimbra.

GaCS/VPECE

Dias Europeus do Artesanato
Programa
 
1 de abril
 
10h00 
Abertura do MUA – Mercado Urbano de Artesanato
Local: Ponta Delgada
 
10h00
Abertura 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato
Local: Praia da Vitória 
 
10h00 – 12h00 / 14h00 – 16h30 
Oficina de pintura 
Pintura de bonecos de cerâmica
Atividade dirigida às crianças dos ATL da Coriscolândia.
Local: Oficina Museu de Capelas 
 
 
2 de abril
 
09h30
Viagem de autocarro com visitas guiadas 
Locais a visitar: Oficina Museu de Capelas (Capelas), Fábrica de Chá Gorreana (Maia), “O Linho” - Oficina de Tecelagem (Lombinha da Maia)
Concentração às 9h00
Local: Largo da Matriz (Junto ao MUA – Mercado Urbano de Artesanato)
 
 
10h00 
Abertura 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato
Local: Ponta Delgada
 
10h00
Abertura 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato
Local: Praia da Vitória 
 
10h30
Workshop “Tipos + Grafias”, Ilustração com carimbos
Edições Serrote
 
No Workshop “Tipos + Grafias”, Ilustração com carimbos, realizado pelo Nuno Neves da Edições Serrote, o objetivo é simular a técnica da tipografia, mas simplificando nos materiais e instalações. A ideia é compor imagens elaboradas, a partir da utilização e repetição de carimbos de borracha.
 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato 
Local: Largo da Matriz – Ponta Delgada
 
10h30
Workshop Tricô
Isabel Rosário

No Workshop “Tricô para principiantes”, Isabel Rosário vai fazer uma abordagem aos materiais principais usados nesta arte, e quer ensinar aos participantes os pontos básicos para a execução de um acessório de uso pessoal. Depois da aprendizagem basta juntar cor e criatividade, e criar o seu primeiro trabalho em tricô.
 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato 
Local: Largo da Luz – Praia da Vitória 
 
14h30
Workshop “Sabão utilitário”
Só Sabão

No Workshop “Sabão Utilitário”, da Só Sabão – Saboaria Tradicional Portuguesa, os participantes vão aprender a fazer sabão à base de óleo usado. Fazer sabão natural é uma tarefa simples mas pode ter grande impacto positivo. Contudo no caso do uso de óleo usado é uma reutilização de um desperdício altamente poluente quando colocado diretamente no meio ambiente e com uma enorme capacidade destruidora. Com a sua transformação em sabão transformamos esse óleo num novo produto biodegradável.
 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato 
Local: Largo da Luz – Praia da Vitória 
 
14h30
Workshop Desenhos de Aresta: uma inspiração no azulejo árabe
Inês Ribeiro

O Workshop de cerâmica “Desenhos de Aresta: uma inspiração no azulejo árabe”, de Inês Ribeiro, vai principiar com uma placa de gesso previamente preparada. A partir daí, os participantes deste workshop vão criar uma matriz desenhada, com recurso a um riscador cego e afiado. Após gravadas, as figuras criadas estão prontas para serem decalcadas no barro. Desta técnica resultam elementos que se adaptam às mais variadas aplicações, desde o inspirador azulejo árabe a peças de joalharia. As peças resultantes serão posteriormente cozidas e entregues aos participantes.
 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato 
Local: Largo da Matriz – Ponta Delgada
 
 
3 de abril
 
10h00 
Abertura 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato
Local: Ponta Delgada
 
10h00
Abertura 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato
Local: Praia da Vitória 
 
14h00
Workshop de “Estanho”
Deolinda Soares 

Neste Workshop, sob o tema “Primavera”, a Deolinda Soares vai mostrar como se trabalha o estanho, começando por fazer uma abordagem ao material a utilizar, passando pelas várias técnicas que permitem criar peças neste material: desenhar, bolear, aplicar patine, secar e limpar. A artesã vai deixar que os participantes se inspirem nas flores para criarem as suas obras de arte.
 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato 
Local: Largo da Matriz – Ponta Delgada
 
14h00
Workshop de “Pintura de azulejo”
Aurélia Rocha

No Workshop “Pintura de azulejos”, Aurélia Rocha vai abordar a pintura tradicional em azulejo com recurso a desenhos da azulejaria tradicional portuguesa do séc. XVII. Neste workshop será feita uma pequena introdução da história do azulejo em Portugal, seguida por uma mostra da técnica da corda seca e aresta. Por fim, será explorada a técnica de pintura em azulejo utilizada nos dias de hoje.
 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato 
Local: Largo da Luz – Praia da Vitória 
 
 
16h00
Workshop de “Macramé” 
Catarina Castello

No Workshop de “Macramé”, os participantes vão aprender a fazer peças decorativas e de bijuteria em macramé. O macramé é uma técnica simples de fios entrelaçados que formam nós e desenhos interessantes. A Catarina Castello vai ensinar e cada participante irá poder dar asas à imaginação para criar as suas peças.
 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato 
Local: Largo da Matriz – Ponta Delgada
 
4 de abril
 
10h00 
Abertura 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato
Local: Ponta Delgada
 
10h00
Abertura 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato
Local: Praia da Vitória 
 
16h00
Workshop de “Porta chaves em pele”
Francisco Rocha

No Workshop “Fabrico de porta-chaves em pele”, o artesão Francisco Rocha vai abordar as técnicas de corte, costura e pintura em pele. Durante duas horas, os participantes vão aprender mais sobre o material, vão manusear a pele e criar o seu próprio porta-chaves, fruto da sua imaginação e das técnicas ensinadas.
 
MUA – Mercado Urbano de Artesanato 
Local: Largo da Luz – Praia da Vitória 
 
18h00
Encerramento dos MUA – Mercado Urbano de Artesanato de Ponta Delgada e Praia da Vitória 
 
GOVERNO DOS AÇORES ABRE CANDIDATURAS A APOIOS NA ÁREA DO ARTESANATO NO VALOR DE DUZENTOS MIL EUROS

As candidaturas ao Sistema de Incentivos ao Desenvolvimento do Artesanato dos Açores (SIDART), para o ano de 2016, estarão abertas entre 15 de fevereiro e 31 de março próximo. Um despacho do Vice-Presidente do Governo dos Açores, hoje publicado, estabelece esse prazo e determina o montante de 200.000,00 euros como dotação orçamental global para os projetos a aprovar em áreas que vão desde a formação até à inovação do produto artesanal. As candidaturas serão efetuadas, online, no site do Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA), no endereço eletrónico www.artesanato.azores.gov.pt.

O Sistema de Incentivos ao Desenvolvimento do Artesanato dos Açores foi criado com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável da atividade artesanal no âmbito da economia regional, através de um conjunto de medidas que o articulam.

Reforçar a qualidade da produção e da competitividade das empresas artesanais dos Açores, ao mesmo tempo que se atende às alterações estruturais decorrentes da criação do Estatuto de Artesão e da Unidade Produtiva Artesanal, são outros objetivos que o Governo dos Açores pretende alcançar com este sistema criado no âmbito da Agenda Açoriana para a Criação de Emprego e Competitividade Empresarial.

Ao abrigo do SIDART o Governo Regional apoiou, no ano transato, 118 projetos de Unidades Produtivas Artesanais das mais diversas áreas.

Para aceder ao portal das candidaturas ao SIDART clique aqui.

CENTRO REGIONAL DE APOIO AO ARTESANATO PROMOVE A TERCEIRA EDIÇÃO DO PRENDA - FESTIVAL DE ARTESANATO DOS AÇORES

 

A Vice-Presidência do Governo dos Açores promove, através do Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA), a realização da terceira edição do festivalPRENDA, que vai decorrer de 26 a 29 de novembro no Pavilhão do Mar, em Ponta Delgada.

Durante o certame, que visa estimular a promoção e venda do artesanato tradicional e contemporâneo dos Açores, vão decorrer atividades de animação e workshops infantis nas áreas dos registos, presépios de lapinha e folha de milho, além de exposições e oficinas sobre produtos artesanais de cerâmica contemporânea, espadana, bordado a ouro, ilustração com escama de peixe, 'cake design' e carimbos.

O III PRENDA contará com a presença de meia centena de unidades produtivas artesanais de todo o país, o que permitirá um intercâmbio de experiências e saberes entre os artesãos.

Ao longo de todo o festival estará em grande destaque uma exposição de trabalhos em fibras vegetais, designadamente na cestaria, na capacharia, no empalhamento em vime, na chapelaria e na confeção de bonecas.

Esta exposição pretende realçar a certificação, no passado mês de outubro, dos trabalhos em fibras vegetais como integrantes da marca coletiva de origem “Artesanato dos Açores”, no reconhecimento de uma produção de cariz tradicional associada à vida rural e doméstica que manteve a sua relevância ao longo dos séculos, tornando-se indissociável da história da Região e das suas gentes.

O CRAA vai lançar durante o festival um 'kit de Natal', englobado no projeto 'Azores in a box', de forma a alcançar novos públicos e com a perspetiva de renovação, dinamização e afirmação da imagem do artesanato açoriano como um produto certificado e genuíno.

O programa do festival inclui ainda espetáculos com Celina da Piedade e Sara Cruz, assim como a atuação dos Bonecos de Santo Aleixo, do Teatro do Centro Dramático de Évora, que ministrará uma oficina de manipulação de marionetas de varão e de técnicas de construção.

O festival de artesanato PRENDA, com entrada gratuita, estará aberto ao público das 17h00 às 23h00, nos dias 26 e 27 de novembro, e das 14h00 às 23h00, a 28 e 29 de novembro.

Os interessados em frequentar os workshops devem efetuar as inscrições até 25 de novembro, no CRAA ou no secretariado do festival.

 

PROGRAMA PRENDA - FESTIVAL DE ARTESANATO DOS AÇORES

 

DIAS DOCES - MERCADO DE DOÇARIA AÇORIANA

  

   

  

CENTRO REGIONAL DE APOIO AO ARTESANATO PROMOVE MERCADO DE DOÇARIA AÇORIANA NA ILHA TERCEIRA

O Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA), organismo dependente da Vice-Presidência do Governo, promove, pela primeira vez, a realização de um Mercado de Doçaria Açoriana.

A iniciativa, intitulada “Dias Doces”, vai decorrer, entre 16 e 18 de outubro, na Academia da Juventude e das Artes da Ilha Terceira, na Praia da Vitória.

Este mercado, para além da promoção e comercialização da doçaria açoriana, pretende também dar visibilidade aos licores, ao mel, ao chá e a alguns artigos de cerâmica que são utilizados na cozinha regional açoriana.

O evento inclui um concurso de doces, com o objetivo de sensibilizar a população para a importância estratégica dos produtos regionais, no contexto das políticas que têm vindo a ser desenvolvidas pelo Governo dos Açores, mas também para incentivar a inovação e o empreendedorismo ao nível do aproveitamento da produção local, designadamente da banana, que se pretende destacar neste Mercado de Doçaria.

Os “Dias Doces” incluem ainda a realização de concertos de bandas e grupos locais, nomeadamente os TI – NOTAS, os Diáspora, cantadores de Cantigas ao Desafio e as 'Velhas', além de exposições, concursos, workshops e showcookings, que estarão a cargo da Escola Profissional da Praia da Vitória e da Escola de Formação Turística e Hoteleira de Ponta Delgada.

O programa prevê também a realização de palestras que abordarão temáticas sobre a doçaria conventual e burguesa dos Açores, a partir de um trabalho de investigação de Ana Maria Costa, e uma sessão de nutrição sobre o açúcar, a cargo de Cláudia Valadão Meneses, nutricionista do Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira.

As inscrições para o concurso de doces e para os workshops podem ser feitas na delegação da Vice-Presidência do Governo, na rua Direita, n.º 76, em Angra do Heroísmo, ou através dos números de telefone 295 215 134/5 ou 910 209 367.

O Mercado de Doçaria Açoriana estará aberto ao público na sexta-feira, das 17h00 às 23h00, e no sábado e domingo, das 14h00 às 23h00.

MERCADO URBANO DE ARTESANATO REGRESSA A PONTA DELGADA DE 14 A 17 DE OUTUBRO

A Vice-Presidência do Governo dos Açores, através do Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA) e em parceria com a Associação Anda & Fala, promove, de 14 a 17 de outubro, em Ponta Delgada, a realização da terceira edição deste ano do Mercado Urbano de Artesanato (MUA).

Este mercado, à semelhança das edições anteriores, é composto por 10 espaços expositivo-comerciais a cargo de artesãos de áreas como as fibras vegetais, as escamas de peixe, a bijuteria, as queijadas da vila, o chá da Gorreana, os acessórios de moda, os vimes em papel, a tecelagem e a fotografia.

Nos três dias, o MUA estará 'aberto' no Largo da Matriz, entre as 10h00 às 18h00, prevendo-se a realização de dois workshops no sábado, 17 de outubro, sendo um sobre flores de escamas de peixe, das 10h30 às 12h30, e outro sobre vimes em papel, das 15h00 às 17h00.

Os interessados em participar nestes workshops devem efetuar a sua inscrição 24 horas antes da sua realização através do endereço de correio eletrónico producao.mua@gmail.com.

Este certame, que pretende promover, divulgar e comercializar o artesanato, conta com o apoio da Câmara Municipal de Ponta Delgada e da SATA Air Açores.

FIBRAS VEGETAIS REGIONAIS CERTIFICADAS COMO PRODUTOS DA MARCA "ARTESANATO DOS AÇORES"

A portaria da Vice-Presidência do Governo que certifica os produtos feitos com fibras vegetais típicas dos Açores como integrantes da marca coletiva de origem “Artesanato dos Açores" foi hoje publicada em Jornal Oficial.

A cestaria, a capacharia, o empalhamento em vime, a chapelaria e a confeção de bonecas são os produtos agora certificados, no reconhecimento de uma produção de cariz tradicional associada à vida rural e doméstica que manteve a sua relevância, ao longo dos séculos, tornando-se indissociável da história da Região e das suas gentes.

Com mais esta certificação, agora oficializada, o Governo Regional reforça a medida de criação da marca “Açores”, prevista no seu programa, a qual prevê uma abrangência mais global, incluindo, para além do artesanato, produtos ligados à produção agrícola, à indústria transformadora e ao turismo, reconhecendo a qualidade e a excelência dos produtos regionais.

A marca coletiva de origem “Artesanato dos Açores”, implementada em 1998, pretende, com a valorização dos produtos que integra, uma mais eficaz distinção, divulgação e comercialização, sobretudo no mercado externo.

A projeção da marca "Artesanato dos Açores" assenta também na responsabilização dos artesãos, enquanto principais interessados na distinção do seu produto no mercado, com a obtenção de um selo junto do Centro Regional de Apoio ao Artesanato. 

Portaria N.º 124/2015 de 1 de outubro de 2015

CENTRO REGIONAL DE APOIO AO ARTESANATO LANÇA NOVA LINHA PROMOCIONAL DE KITS "AZORES IN A BOX"

O Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA) vai lançar uma nova linha de kits promocionais do artesanato açoriano, englobada no projeto "Azores in a box", no dia 25 de setembro, na feira AçorExpo.

O projeto visa aumentar a visibilidade das atividades artesanais, com peças executadas pelos artesãos regionais, testando desta forma a viabilidade económica destes produtos, procurando garantir e promover a imagem da sua qualidade e a introdução de conceitos atuais aplicados à produção artesanal.

A iniciativa traduz-se em "kits" promocionais de produtos das diferentes atividades artesanais açorianas, subordinados a temáticas variadas, como religião, olaria, folha de milho e brinquedos, entre outros.

A nova linha que vai ser lançada inclui seis kits, dedicados aos brinquedos etnográficos, às bonecas, à baleação, ao Senhor Santo Cristo dos Milagres, ao Divino Espírito Santo e às fibras vegetais.

O CRAA também pretende, com esta iniciativa, dar seguimento à sua intenção de alcançar novos e diferentes públicos, no âmbito de uma perspetiva de renovação, dinamização e afirmação de imagem do artesanato açoriano como um produto certificado e genuíno.

CENTRO REGIONAL DE APOIO AO ARTESANATO MARCA PRESENÇA NA AÇOREXPO

O Governo Regional dos Açores, através da SDEA – Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores, em parceria com a Câmara do Comércio e Indústria dos Açores, promove a 2.ª edição da feira AçorExpo, de 25 a 28 de setembro, no Pavilhão do Mar, em Ponta Delgada.

O Centro Regional de Apoio ao Artesanato marcará presença no evento com uma mostra de artesanato, que contará com 23 Unidades Produtivas Artesanais (UPA’s), nas mais diversas áreas artesanais, nomeadamente tricôt, miniaturas de madeira, escama de peixe, acessórios de vestuário, bijuteria, cestaria, gravura em madeira, arte de trabalhar o ferro, fusing, entre outras.

O evento, de entrada gratuita, estará disponível ao público no mês de setembro, no dia 25, das 18h00 às 00h00; nos dias 26 e 27, das 14h00 às 00h00 e no dia 28, das 16h00 às 22h00.

ARTESANATO DOS AÇORES PARTICIPA MAIS UMA VEZ NO MAIOR CERTAME DA PENÍNSULA IBÉRICA

O Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA) está a participar, uma vez mais, na Feira Internacional de Artesanato de Lisboa, a maior que se realiza na Península Ibérica, que decorre até 5 de julho, na FIL, em Lisboa.

O “stand” que representa a região conta com a presença de 11 unidades produtivas artesanais das ilhas de São Miguel, Terceira, Pico e Flores, que exibirão as mais diversas áreas artesanais, designadamente os bordados, as miniaturas de madeira, os brinquedos, as rendas, a escama de peixe, a arte de trabalhar o couro, os presépios de lapinha, o patchwork, a bijuteria contemporânea e os instrumentos musicais de corda, mais propriamente a viola da terra, típica dos Açores.

Para além da exposição de produtos artesanais, o espaço destinado à representação açoriana foi palco, no passado fim de semana, de um espetáculo de viola da terra pelo artesão florentino José Serpa, que utilizou um conjunto de instrumentos, designadamente o cavaquinho, o bandolim, a viola da terra e a viola clássica, construídos com madeira típica dos Açores, casos do plátano e a myrica-faia.

A presença do CRAA nesta Feira Internacional de Lisboa tem como objetivo não só promover o artesanato açoriano e os artesãos, mas também numa perspetiva de se alcançarem novos públicos a nível nacional e internacional.

CENTRO REGIONAL DE APOIO AO ARTESANATO PROMOVE M.ART. DO SANTO CRISTO DOS MILAGRES

O Governo dos Açores, através do Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA) realiza, uma vez mais, a M.ART. do Santo Cristo dos Milagres, integrada na Feira Lar, Campo e Mar, promovida pela Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada, na Alameda do Mar, em Ponta Delgada, de 8 a 14 de maio.

O certame conta com 37 Unidades Produtivas Artesanais (UPA’S) das ilhas de S. Miguel, Pico, Faial, São Jorge e Terceira nas mais diversas áreas, nomeadamente as fibras vegetais, os bordados, o osso de baleia, as escamas de peixe, a bijuteria, a tecelagem, a doçaria, confeitos e os licores, a olaria, a azulejaria, o fusing, os registos do Senhor Santo Cristo, patchwork, entre outros.

Nesta edição, será lançada a 1.ª emissão Filatélica-Artesanato dos Açores, parceria dos CTT-Correios de Portugal com o CRAA, com a intenção de promover o Artesanato dos Açores. Neste sentido, será apresentada ao público, no dia 8 de maio, pelas 18h00, por ocasião da inauguração do evento.

O certame estará aberto ao público das 18h00 às 00h00, nos dias 8, 12, 13 e 14 e das 16h00 às 00h00, nos dias 9, 10 e 11 de maio.

DIAS EUROPEUS DO ARTESANATO



 

De 27 a 29 de março são celebrados os Dias Europeus do Artesanato. Esta iniciativa é já há 10 anos coordenada pelo Institut National des Métiers d’Art (Instituto Nacional do Artesanato), ou INMA, em França.
Nesta data, decorrem por toda a Europa várias atividades destinadas à promoção do Artesanato, bem como às pessoas que trabalham por um lado, para a preservação das técnicas tradicionais e por outro para a renovação do património artístico de cada país.

No âmbito dos Dias Europeus do Artesanato, a segunda edição do MUA - Mercado Urbano de Artesanato, promoverá vários workshops gratuitos.
Para mais informações e inscrições (obrigatórias), deverá ser enviado um e-mail para producao.mua@gmail.com


quinta, 26 de março

- 10h30

"Simetria passo a passo: a Matemática da calçada" pelo Professor Ricardo Cunha Teixeira (UAç)

Visita guiada por Ponta Delgada, analisando os padrões da calçada portuguesa.
O percurso a pé terá início no Largo da Matriz e terminará no Campo de S. Francisco, passando pela Rua Açoriano Oriental e pela Rua Luís Soares de Sousa.

Dada a azáfama da vida agitada a que estamos sujeitos, muitas vezes não nos apercebemos de pequenos pormenores do dia a dia, alguns deles mesmo debaixo dos nossos pés. É o caso de interessantes padrões decorativos que encontramos em praças e passeios embelezados pela tradicional calçada portuguesa. As suas cores mais comuns são o preto e o branco, resultantes do calcetamento com pedras de basalto e calcário, produzindo-se padrões muito ricos e diversificados.
Sem dúvida que vale a pena dedicar um pouco do nosso tempo a apreciar a bonita calçada portuguesa, uma verdadeira atração mundial. A Cidade de Ponta Delgada não fica atrás, apresentando um património rico em calçada.
Ao longo de cerca de 90 minutos, serão contemplados diversos exemplos de rosáceas e de frisos em calçada que embelezam a cidade da Ponta Delgada e serão exploradas as suas simetrias, numa linguagem destinada ao público em geral.

- 16h30

Workshop  de azulejaria por Aurélia Rocha (Azulart)
Neste workshop será apresentada uma pequena introdução da historia do azulejo em Portugal, seguida por uma mostra da técnica da corda seca e aresta .
Por fim, será explorada a técnica de pintura em azulejo utilizada nos dias de hoje .


sexta, 27 de março - 16h30

Workshop de bordado a ouro com Fátima Andrade (Cooperativa de Artesanato da Lagoa)
Nesta atividade, é proposta a realização de um galhardete de Espírito Santo em alfinete, dando a conhecer os materiais com que normalmente são executados e explorar o bordado a fio de ouro.


sábado, 28 de março - 16h30

Workshop de bijuteria com Ondina Vieira (InnOVare Artesanato)
É proposto aos participantes deste workshop que explorem as possibilidades da utilização dos materiais naturais da sua ilha, na execução dos trabalhos de bijuteria.


domingo, 29 de março - 15h00

Workshop de trabalho em pele com Fábio Oliveira (Pele e Osso)
No workshop pretende-se que cada participante faça uma carteira ou um porta moedas. Desta forma, o participante terá conhecimento dos materiais e ferramentas necessárias para trabalhar a pele, passando por todas as fases de construção de uma peça em pele (desenho, modelagem, o corte, colagem, perfuração e por final a confecção).

- para mais informação sobre a entidade organizadora: http://journeesdesmetiersdart.fr/

- para ver a programação por toda a Europa, aceda a: http://journeesdesmetiersdart.fr/en-europe

GOVERNO DOS AÇORES ABRE CANDIDATURAS A MAIS DE 160 MIL EUROS DE APOIOS NA ÁREA DO ARTESANATO

O prazo para apresentação de candidaturas ao Sistema de Incentivos ao Desenvolvimento do Artesanato dos Açores (SIDART) para este ano decorre entre 9 de fevereiro e 31 de março, determina um despacho do Vice-Presidente do Governo hoje publicado.

O despacho assinado por Sérgio Ávila estabelece o montante de 165 mil euros como dotação orçamental global para os projetos a aprovar em áreas que vão desde a formação até à inovação do produto artesanal.

As candidaturas serão efetuadas, pelo segundo ano consecutivo, exclusivamente online, no sítio na Internet do Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA), no endereço eletrónico www.artesanato.azores.gov.pt.

O Sistema de Incentivos ao Desenvolvimento do Artesanato dos Açores foi criado com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável da atividade artesanal no âmbito da economia regional, através de um conjunto de medidas que o articulam.

O reforço da qualidade da produção e da competitividade das empresas artesanais dos Açores, ao mesmo tempo que se atende às alterações estruturais decorrentes da criação do Estatuto de Artesão e da Unidade Produtiva Artesanal, são outros objetivos que o Governo dos Açores pretende alcançar com este sistema criado no âmbito da Agenda Açoriana para a Criação de Emprego e Competitividade Empresarial.

O Governo dos Açores, ao abrigo do SIDART, apoiou no ano passado 101 projetos de unidades produtivas artesanais das mais diversas áreas.

PRÉMIO COMTRADIÇÃO - PRÉMIO DE ARTESANATO DOS AÇORES

  

  

  

  

  
  
 
O CENTRO REGIONAL DE APOIO AO ARTESANATO PROMOVE A 1.ª EDIÇÃO DO PRÉMIO DE ARTESANATO DOS AÇORES - COMTRADIÇÃO

O Centro Regional de Apoio ao Artesanato promove no próximo dia 12 de dezembro, pelas 20h30, a primeira edição do Prémio CoMtradição - Prémio de Artesanato dos Açores, que se realiza na Galeria de Exposições Temporárias do Museu da Indústria Baleeira, em São Roque do Pico.

O Prémio CoMtradição pretende distinguir, divulgar e promover a atuação exemplar de entidades ou artesãos, que se diferenciaram pelo desenvolvimento de boas práticas, através da dedicação ao trabalho na área do artesanato, enlevando, desta forma, as expressões da cultura regional.

Nesta primeira edição do Prémio são premiadas as irmãs gémeas Alzira Neves e Conceição Neves, fundadoras da Escola Regional de Artesanato de Santo Amaro, na ilha do Pico, com um prémio de valor pecuniário.

Para assinalar esta importante efeméride, o CRAA realiza, em simultâneo, uma exposição de caráter retrospetivo, patente ao público até ao dia 28 de fevereiro de 2015, e a apresentação de um catálogo, que constituirá um referencial historiográfico e bibliográfico das Artes e Ofícios açorianos.

Note-se que a Escola Regional de Artesanato de Santo Amaro foi fundada em 1986, com a finalidade de preservar e divulgar o artesanato local, funcionando como escola-oficina e como museu etnográfico, onde são produzidos trabalhos de palhinha de trigo e de escamas de peixe e outro artesanato local.

MUA - MERCADO URBANO DE ARTESANATO

  

  

  

  

  

 

CENTRO REGIONAL DE APOIO AO ARTESANATO PROMOVE MERCADO URBANO DE ARTESANATO

O Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRAA), em parceria com a Associação Anda & Fala, inaugura a 4 de dezembro a primeira edição do Mercado Urbano de Artesanato (MUA),que decorrerá no Largo da Matriz, em Ponta Delgada.

Este projeto, executado num mercado “pop-up”, integra uma dezena de espaços expositivos/comerciais, cruzando o design e o artesanato contemporâneo, numa iniciativa destinada a aumentar a visibilidade das atividades artesanais açorianas, numa perspetiva de renovação e dinamização da imagem do Artesanato dos Açores.

O Mercado Urbano de Artesanato visa também criar uma nova centralidade da cidade de Ponta Delgada, através de uma programação paralela, com pequenos ateliês, conversas e concertos, estando programadas quatro ações por ano, uma por cada estação, em espaços diferentes da cidade.

O MUA, que conta com a colaboração da Câmara Municipal de Ponta Delgada,vai decorrer das 11h00 às 19h00 nos dias 4, 5, 6 e 7 de dezembro, e das 15h00 às 23h00 no dia 8 de dezembro, ocasião em que se assinala o tradicional Dia das Montras.

FORMAÇÃO EM BASALTO - FAIAL 2014

  

  

  

  

imagem em branco
English Português
imagem em branco
Pesquisa >
imagem em branco
imagem em branco
imagem em branco
imagem em branco
imagem em branco
©2016 - Centro Regional de Apoio ao Artesanato design by ComunicAir Lda.
imagem em branco